Dietas Pastosas

Dieta Pastosa

A dieta pastosa favorece a ingestão alimentar em momentos em que as fases mecânicas do processo digestório estão comprometidas, como dificuldade de mastigação ou deglutição, pós-operatórios de cirurgias de face, laringe, esôfago e estomago e outros. Os alimentos são servidos em formas de purês, papas e cremes.

Exemplo de dieta pastosa

Refeição Alimentos permitidos
Desjejum Iogurte
Lanche da manhã Purê de frutas
Almoço Sopa cremosa ou Trio de purês (purê de tubérculo, purê de carne ou proteína vegetal batida e purê de legumes)
Lanche da tarde
Vitamina de leite de soja e banana
Jantar Sopa cremosa ou Trio de purês (purê de tubérculo, purê de carne ou proteína vegetal batida e purê de legumes)
Lanche da noite Mingau de aveia flocos finos

A adição ou não de açúcar deve ser avaliada caso a caso, assim como a utilização de outros alimentos na consistência pastosa como sorvete, milk shake, pudins, flans, café com leite, leite com achocolatado, etc. Consulte sempre seu médico e nutricionista.

Geralmente é uma dieta de transição, mas caso seja necessária a utilização por períodos longos pode-se acrescentar suplementos alimentares hipercalóricos e hiperproteicos.

Para as refeições principais pode-se utilizar a base da sopa de legumes batida no liquidificador com carne moída ou frango desfiado, devendo ser passada na peneira após. Outra opção é montar um prato com 3 grupos alimentares em consistência de purê: proteínas, carboidratos e vegetais (Tabela 1). Exemplo: 1 proteína (carne) + 1 carboidrato (batata) + legumes e verduras (creme de espinafre)

Procure variar nas cores do seu prato;

Teste o sabor de cada prato, ajuste os temperos;

Prepare os alimentos em maior quantidade e armazene em recipientes de plástico livres de bisfenol (adequados para freezer e micro-ondas) ou vidro e congele para otimizar seu tempo. Tabela 1: Montagem do prato saudável com a dieta pastosa

PROTEINA CARBOIDRATO LEGUMES E VERDURAS
Frango batido Purê de batata Purê de espinafre
Peixe batido Purê de mandioquinha Purê de abobrinha
Carne batida Purê de cará Purê de abóbora
Purê de ervilha Purê de inhame Purê de chuchu
Purê de grão de bico Arroz batido Purê de beterraba
Macarrão batido Purê de cenoura

A quantidade deve ser avaliada de acordo com cada caso. No pós-operatório de bariátrica utiliza-se uma a duas colheres de cada grupo, já em idosos com dificuldade de deglutição, onde o objetivo é manutenção do peso, utiliza-se de 100 a 150g de cada grupo.

 

Dra Janilene - Clínica Dr Claudio De Luca

Contato

Dr. Claudio Renato P. De Luca Filho

Envie sua mensagem, dúvida ou sugestão para: crdeluca@uol.com.br


Rua: Tabapuã, 649 - cj. 45 | Itaim Bibi - São Paulo - SP

+55 11 3078-9806 | 11 3168-9607


Encontre-nos em nossas Redes Sociais:

Facebook


Atendimentos:

Segunda 9:00h às 19:00h
Terça       9:00h às 19:00h
Quarta     7:30h às 17:30h
Quinta    10:30h às 20:30h
Sexta      7:30h às 16:30h